Amor Além da Vida


Título original: 
What Dreams May Come
Ano do filme: 
1998
Sinopse: 

Chris Nielsen (Robin Williams), Annie (Annabella Sciorra), sua esposa, e os filhos do casal fazem uma família feliz. Mas os jovens morrem em um acidente e o casal é bastante afetado, principalmente Annie. No entanto, eles superam a morte dos filhos e conseguem levar suas vidas adiante, mas quatro anos depois é a vez de Chris morrer em um acidente e ser mandado para o Paraíso. Mas não um Céu com arcanjos e harpas, pois lá cada um tem um universo particular e o dele é uma pintura (sua mulher coordenava uma galeria de arte). Enquanto tenta entender o Paraíso, onde tudo pode acontecer, bastando que apenas deseje realmente, Chris fica sabendo que Annie, dominada pela dor, comete suicídio. Assim, ele nunca poderá encontrá-la, pois os suicidas são mandados para outro lugar. Mesmo assim decide tentar achá-la, apesar de ser avisado que mesmo que a encontre, ela nunca o reconhecerá. Texto extraído do site "Adoro Cinema".

Ainda em fase de aprendizagem e engatinhando na Doutrina Espírita, me causou dúvida ou estranheza este final citado do filme "Amor Além da Vida", uma vez que dentro do pouco conhecimento que tenho, me parece que o meu entendimento se dá da seguinte forma: "No caso do Chris, quando fica sabendo que Annie cometeu o suicidio, decide tentar encontrá-la, no que é avisado que "NUNCA PODERÁ ENCONTRÁ-LA e MESMO QUE A ENCONTRE, ELA NUNCA O RECONHECERÁ..." veja: ele num estado vibratório em melhores condições que ela, terá condições após orientações/preparação, de se dirigir para onde ela se encontre para auxiliá-la... mesmo tendo ela que "passar por uma situação que a prende ao ato cometido..." transmitindo pensamentos bons, orando por ela e aguardando o tempo necessário... e ela, dentro do prazo certo, conforme sua aceitação e transformação, poderá sim, um dia, estar em situação melhor e poderá finalmente estar junto dele, caso seja eles um casal já unidos por várias encarnações..., salvo o desejo dele apenas de auxiliá-la como irmã perante a Espitirualidade.

Desculpe o comentário, posso estar errada e como mencionei, ainda aprendendo e querendo entender mais ainda.

Um abraço,

Nara

Amiga Nara

Você tem toda a razão. Por isso classificamos o filme como "Tema espírita, mas com muitas fantasias". Mas sempre vale para difundir a idéia da "vida além da vida".

Abraços