Amizade: "A mais formosa modalidade do amor"


A amizade é o sentimento que afeiçoa e liga dois ou mais indivíduos entre si; é reciprocidade de afeto.

Os gregos e os romanos erigiram altares à Amizade.

Na grécia figuravam-na como sendo uma donzela vestida com uma túnica abrochada, com a cabeça descoberta, uma das mãos sobre o coração e a outra sobre um olmo (espécie de árvore) fendido pelo raio, à volta do qual se enlaçava uma videira carregada de cachos. O olmo simbolizava o infortúnio; a videira a doce consolação da amizade.

Em Roma era representada por uma donzela vestida de branco, coroada de flores de romeira; em sua fronte liam-se as palavras "inverno e verão";na franja do vestido estava escrito "a morte e a vida". Com a mão direita descobria o peito esquerdo até a altura do coração onde se lia "de perto e de longe".

Emmanuel assim nos descreve a Amizade: "Na gradação dos sentimentos humanos a amizade sincera é bem o oásis de repouso para o caminheiro da vida na sua jornada de aperfeiçoamento. Nos trâmites da Terra, a amizade leal é a mais formosa modalidade do amor fraterno que santifica os impulsos do coração nas lutas mais dolorosas e inquietantes da existência. Quem sabe ser amigo verdadeiro é, sempre, o emissário da ventura e da paz, alistando-se nas fileiras dos discípulos de Jesus, pela iluminação natural do espírito que, conquistando as mais vastas simpatias entre os encarnados e as entidades bondosas do Invisível, sabe irradiar por toda a parte as vibrações dos sentimentos purificadores. Ter amizade é ter coração que ama e esclarece, que compreende e perdoa, nas horas mais amargas da vida. Jesus é o Divino Amigo da Humanidade. Saibamos compreender a sua afeição sublime e transformaremos o nosso ambiente afetivo num oceano de paz e consolação perenes".

Pesquisa em várias fontes feita pela Redação.

Autoria: 
Raphael Rios