História de ficção ou realidade?


Recebemos nestes últimos dias, um e-mail de um amigo que coleciona piadas da Internet. Com certeza, ele não se ateve à profundidade desta história que estaremos transcrevendo a seguir. Para ele este fato é apenas mais uma piada "das boas", mas para nós, vale como ensinamento para refletirmos e analisarmos se nosso comportamento não vem sendo semelhante ao do protagonista desta história.

O pai chega do trabalho cansado, perguntando à esposa o que tem para jantar. Antes mesmo que sua esposa responda, seu fiho lhe pergunta:
- Pai quanto o senhor ganha por hora?

O pai revoltado lhe responde:
- Nem mesmo sua mãe sabe o quanto ganho, porque deveria lhe falar isto, para sair espalhando à todos da rua?

O filho sem ação com a atitude do pai, tenta se explicar:
- Não é isto meu pai, não vou espalhar a ninguém, é apenas uma curiosidade.

Diante dos argumentos do filho ele não resiste e revela:
- Meu filho, para satisfazer a sua curiosidade, eu ganho 3 reais por hora.

O filho um pouco desconfiado, faz mais um pedido a seu pai:
- Pai será que o senhor poderia me emprestar 1 real?

O pai se revolta novamente.
- Eu sabia, perguntando o quanto eu ganho, não podia ser boa coisa, já quer dinheiro.

Sem prolongar a conversa diante da revolta do pai o menino sai em direção a seu quarto de cabeça baixa.

Já na cama e de consiência pesada o pai se arrepende com o que fez e começa a pensar se o filho não está precisando de algo, se está passando vontade de alguma coisa e resolve ir até o seu quarto:
- Meu filho ainda está acordado?
- Sim pai, estou.
- Desculpe-me pelo meu jeito, aqui está o seu 1 real.

O menino pega o dinheiro, vira-se e pega mais dois reais que estava de baixo do seu traveseiro. Juntando tudo entrega na mão do seu pai e diz:
- Pai será que você pode me vender 1 hora do seu tempo?

Autoria: 
Da redação