Emmanuel: de Senador Romano a 5.º Evangelista


Emmanuel é o nome do espírito que vem tutelando a atividade mediúnica de Francisco Cândido Xavier, o maior médium psicógrafo de sempre, hoje com mais de 350 obras psicografadas.

Ao tempo da passagem de Jesus pela Terra, chamou-se Públio Lentulus, orgulhoso senador romano, desencarnado em Pompéia, no ano 79. Anos depois, reencarnaria como judeu na Grécia, em Éfeso, como o modesto escravo Nestório, que, na idade madura, participava das reuniões secretas dos cristãos nas catacumbas de Roma.

Podemos ficar com melhor conhecimento da história desse espírito através das suas obras: Há Dois Mil Anos e Cinquenta Anos Depois , transmitidas mediunicamente através de Chico Xavier.

Emmanuel, o mentor espiritual que todos respeitamos, foi a personalidade de Manoel da Nóbrega, renascido em 18 de Outubro de 1517, em Sanfins, Portugal. Inteligência privilegiada, ingressou na Universidade de Salamanca, Espanha, aos 17 anos, e, com 21, inscreveu-se na Faculdade de Cânones da Universidade de Coimbra, frequentando aulas de Direito Canônico e Filosofia a 14 de Junho de 1541. Em plena mocidade, recebe a láurea doutoral, sendo, então, considerado Padre Manoel da Nóbrega. Mais tarde, a 25 de Janeiro de 1554, seria um dos principais fundadores da grande metrópole São Paulo.

A informação de que Emmanuel teria sido o Padre Manoel da Nóbrega, foi dada pelo próprio Emmanuel em várias comunicações através da mediunidade de Francisco Xavier.

No início da atividade mediúnica de Chico, nos anos trinta, ainda sem se identificar, disse que gostaria de trabalhar com ele durante longos anos.

Emmanuel fez também parte da falange do Espírito de Verdade que trouxe à Terra o "Cristianismo Restaurado", definição sua da Doutrina Espírita. No Evangelho Segundo o Espiritismo, Allan Kardec inseriu uma mensagem de Emmanuel, recebida em Paris, 1861, intitulada O Egoísmo (Cap. XI - 11).

Para além dos dois livros históricos citados, temos ainda várias dezenas de outros, dos quais destacamos: Paulo e Estevão, obra que, segundo Herculano Pires, justificaria, por si só, a missão mediúnica de Francisco Cândido Xavier; Ave Cristo e Renúncia , livros estes que, juntamente com os citados anteriormente, ajudam-nos a entender o nascimento do Cristianismo, baseados em fatos históricos verdadeiros.

Emmanuel foi também considerado o quinto Evangelista, pela superior interpretação dos pensamentos de Jesus em seus livros: "Caminho, Verdade e Vida", "Pão Nosso", "Vinha de Luz" e "Fonte Viva". Além destas obras, destacamos também "A Caminho da Luz", que nos relata uma História da Civilização à Luz do Espiritismo e "Emmanuel", livro constituído por diversas dissertações importantes sobre Ciência, Religião e Filosofia.

Autoria: 
Baseado no texto elaborado por Cruz Antunes