Núcleo Espírita Assistencial "Paz e Amor"

Diálogo Fraterno

Entrevista e orientação espiritual

O trabalho de entrevista e orientação que ocorre todas as sextas-feiras, é o primeiro passo para aqueles que querem frequentar o nosso Núcleo. As pessoas poderão conversar e expor seus problemas ao entrevistador que, após ouvi-las e orientá-las, encaminhará suas fichas para uma avaliação espiritual.

Assim que uma pessoa chega ao Núcleo na sexta-feira, é encaminhada para um entrevistador que anota numa ficha seus dados pessoais e, resumidamente, os motivos que a levaram a procurar nosso atendimento. Em seguida, esta ficha é levada ao colégio de médiuns onde, através dos mentores espirituais, obtém-se o resultado da consulta que é anotado no verso dessa ficha e que consiste em uma mensagem individual do amigo espiritual juntamente com um tratamento de passes adequado à sua necessidade.

Depois disso ocorre a orientação. O entrevistado, de posse das fichas de atendimento com as anotações feitas na sala dos médiuns, é encaminhado de volta a um dos entrevistadores para que se procedam as leituras e explicações das mensagens recebidas e as devidas orientações quanto aos tratamentos dispensados. Termina-se o trabalho com a entrega de um cartão de cor rosa onde estarão anotados alguns de seus dados pessoais e o resultado da consulta (mensagem recebida e tratamento dispensado), o que lhe possibilitará frequentar a Casa nos dias e horários estabelecidos de acordo com o resultado obtido.

Caso haja a necessidade de uma assistência espiritual complementar na sala do irmão Karl ou na sala do irmão Mauro, o assistido receberá, respectivamente, além do cartão rosa, um cartão branco ou um cartão verde. Ao término do tratamento nestas salas, o cartão branco ou verde deverá ser descartado, a partir do que deverá ser utilizado o cartão rosa. Excepcionalmente poderá ocorrer que durante (ou ao término) do tratamento na sala do irmão Mauro, seja recomendado tratamento na sala do irmão Karl. Neste caso, o interessado deverá ser orientado para solicitar ao Coordenador do período o cartão branco para dar continuidade a seu tratamento. Se porventura isto vier a ocorrer na sala do irmão Karl (encaminhamento para o irmão Mauro), não há necessidade de fazer outro cartão.

Este trabalho é o cartão de visita do Núcleo e, por assim dizer, o Portal de Luz onde os que aqui adentram tem a possibilidade de se iniciarem na sua reforma interior.